terça-feira, 25 de setembro de 2018

Paixões e política

Eu sou uma pessoa super emocional.
Sou extremamente apaixonada por minha família directa, meu marido, filhos, irmãos.
Sou apaixonada pela Espanha, sinto-me tão feliz ali!
Amo sushi.
Adoro um jantar regado a vinho e cerveja.
Adoro estar com amigos, adoro uma boa conversa ( acompanhado de uma cerveja, ainda melhor!).
Sempre fui apaixonada pelas escolas dos meus filhos, por assistir a evolução deles.
E ponto. Ponto final.
Tenho uma dificuldade tremenda em entender como as pessoas podem ter paixão por políticos e explico: Acho sim que o mundo está polarizado, acho sim que nesse momento uma pessoa tem que se posicionar entre direita e esquerda, pois não há alternativa, é triste, mas é assim. Mas, defender um candidato com unhas e dentes, ver nele senão boas intenções e verdade... ai... aí é duro. Claro que cada pessoa pode se identificar mais ou menos com um lado, com uma posição, mas o que tenho visto é uma cegueira total, as pessoas abraçam uma posição e defendem sem parar aquilo, com os argumentos mais estapafúrdios, mais idiotas.São os de direita defendendo torturadores, são os de esquerda a defender os ditadores, e uma pessoa pensa um minuto e vê que tudo foi errado... mas não, defendem, defendem profundamente, sem dó, parecem que tem um compromisso eterno com uma pessoa ( que nem sabe da existência desse admirador inveterado).
Detesto conversar sobre política quando a outra pessoa antes mesmo de ter uma discussão lógica quer defender um candidato, um partido.Não é uma discussão de um tema, é uma disputa, que nada mais faz que irritar, parecem advogados (do diabo).
Já vi gente que no geral é tão razoável, entrar num discurso tão sem lógica a defender o indefensável!
Defender um político que o roubou, que claramente roubou o país...que raio de amor é esse? Defender um troglodita, que deixa pingar populismo, por que Senhor?
Enfim, são gostos.E eu não gosto, sorry.
Haja cú para aguentar!

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Poupando tempo!

Clap! Clap! Clap!
Palmas para mim que eu bem mereço!
Tentando organizar-me para o começo das aulas, deu-me uma coragem e planeei tudo, fui ao supermercado e coloquei "mãos à obra", sem dó nem piedade...
Poucas horas depois tinha todos os jantares prontos para congelar para meus filhos por cerca de um mês ( eu e meu marido não jantámos, e as comidas são apenas para os dias de semana!).
Sou linda, linda e linda!


4 porções de pescada! Já semi-prontas... só por no forno!
4 bolonhesas... só descongelar e cozinhar uma massa!


4 porções de frango, prontinhas, acompanha com arroz, batata!
3 porções de almôndegas!
1 porção de hambúrguer! 


Carninha de porco já limpinha, cortadinha!
O mesmo com 3 porções de perú!

Tudo bem arrumadinho!
Coube tudo numa única gaveta do congelador!
E ainda mais umas postinhas de salmão!

Para que eu não me confunda nem me esqueça, fiz uma lista com as quantidades, conforme eu utilize cada porção, vou dando baixa!
Quem é a coisa mais fofura do planeta?Hein? hã?

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Séries.. ai as séries...

Meu caso com as séries é antigo e já falei dele aqui e aqui.
Ultimamente tenho me apaixonado com cuidado por cada nova série que vejo, pois já tive algumas desilusões e explico.
Há uns meses comecei a ver uma série americana, chamada "Here and Now", adorei... mas logo percebi que não haveria segunda temporada! Como assim? E o fim da história? Estão de sacanagem comigo?
Agora comecei a assistir no Netflix a série mexicana "La Casa de las Flores", estou assim, rendida! Enamorada! Mas ainda não vi sinais de uma sequência!
Por isso peço encarecidamente aos senhores que produzem as séries, de duas uma:
O façam séries sem interesse, que não nos dê vontade e curiosidade sobre como ficará a história, ou please, continuem a série até algo que pareça o fim!
Pode ser?

terça-feira, 4 de setembro de 2018

A razão de tantos posts...

Esse ano tive a sorte de passar o mês de Julho no Brasil e depois 15 dias em Ayamonte.
Esse bloguinho é super caseiro, os seguidores são amigos,  tenho poucas visualizações ( mas boas), mas por hábito não gosto de contar que estamos fora de casa.
We never know, e não é necessário anunciar num lugar público que estamos de férias, que a casa está vazia.
Chamem superstição, chamem excesso de cuidado.
Como diz na música do Jorge Ben Jor:
"Olha aí meu bem!
Prudência e dinheiro no bolso
Canja de galinha
Não faz mal a ninguém"

Portanto ainda tenho muita coisa para ir atualizando!

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

A cada ano fico mais "craque" !

Já há uns anos passamos as férias na Isla Canela, em Ayamonte.
Adoro, adoro e adoro!
Devem ser os dias que mais me sinto feliz no ano, e sou por norma uma pessoa feliz, mas ali... ai... ali é onde descanso, como bem, bebo bem, curto a praia, nado muito e o principal:  onde ficamos os 4 juntos, muito juntos...
Mas, essa paz fui alcançando, através da experiência que as primeiras vezes foram me dando e que agora me deixaram mesmo uma especialista em cozinhar metade das refeições aqui em casa e levar tudo congeladinho, para não ter nenhum trabalho!
Cada ano vou ficando melhor... e tudo vai ficando mais fácil!
A verdade é que gasto uns dois dias aqui em casa a confeccionar tudo, mas há muitas vantagens:
- compro tudo com planeamento, aproveito as promoções;
- planeio refeições balanceadas e variadas, peixe, carne de porco, frango e carne de vaca e roda mais uma vez;
- não coloco meus lindos pezinhos no supermercado... apenas nos mercadinhos, para um pão, um pacote de batatas...
- quando cozinho tudo de uma vez, sujo a cozinha, o fogão, o forno, o chão de uma vez... e limpo uma vez...E na minha casa, com meu equipamento, com meus produtos, na casa alugada não encontro nem 1/5 das minhas utilidades domésticas...
- acabo por não ter grande lixo na praia, a comida vai num potinho e é só lavar!
- todos os dias temos um almoço gostoso, que fica prontinho em 15 minutos!
E a economia? É grande!
Arrasei esse ano, acertei nas quantidades, acertei nas escolhas!
Fiquei feliz!


Aqui tudo reunido para três lasanhas ( uma para o próprio dia, outra para levar e outra pequena para as crianças)!


Na minha casa sempre tenho um mini balde de lixo à mão, fundamental para o bom andamento da confecção!

Refogadão único! Apenas uma panela, e uma boa... a minha!

Resolvi fazer umas almôndegas e dois hamburgueres, para as crianças, não havia pão ralado... ok, esmigalhei um pacote de bolachas salgadas... ficou ótimo!

Quilos de tomates feitos ao mesmo tempo!


Ficou uma delícia!

Pirex para as lasanhas!

Entretanto já tenho três jantares para as crianças, que deverei apenas descongelar!

E no mesmo esquema fiz meus pratos de peixe, a lagareiro,com crosta, com batatas... e ainda fiz uma lombinho de porco! Esfriando para congelar!




Com o frango é o mesmo esquema, faço três doses,deixo semi-pronto e depois é descongelar e usar...

Na praia, de manhã coloco a descongelar...

Tenho que marcar bem pois depois de congelado não reconheço nada!

Coloco no forno, faço uma salada, umas batatinhas de pacote et voilà!

Muitas das comidas coloco em saquinhos de plástico, assim, ocupam pouco espaço!
Ai... fico tão orgulhosa de mim mesma!

sábado, 1 de setembro de 2018

Onde estive todo esse tempo?

Ayamonte 2011

Ayamonte 2012

Ayamonte 2013
Ayamonte 2014

Ayamonte 2015




Ayamonte 2018

2016 e 2017 não teve vontade de ir...

Festinha da Pipa de 10 anos...

Eu já falei da minha irmã há poucos dias, dizendo do "toque de Midas" que ela tem...
Ela decorou a festa da minha filha em uma hora e fez uma mesa linda demais!
Nunca vi ninguém tão eficiente!
Sem stress, sem nervosos... tudo ela faz...
Olha o resultado:





45 Cazamigas Parte 2!

Como nasci numa cidade pequena, consegui manter as amizades de sempre... e quando digo sempre é no mínimo amizades que tenho há 30 anos... e há de mais tempo ainda...
Esse ano passei meu aniversário no Brasil, como já contei aqui, no dia de anos mesmo passei com duas amigas e minha irmã, mas dois dias depois tive o prazer de estar com muitas amigas dos velhos e novos tempos!
Que bom que foi, que falta me faz conviver mais com essa gente!
Mas olha, a vida é assim mesmo, vive-se o que se pode intensamente, que isso é que vale a pena!
Amei estar com tantas amigas, espero poder repetir um dia!
Obrigada meninas... seremos, aos nossos olhos, sempre umas meninas!
Desejo muita felicidade para todas,vocês moram no meu coração!
Coisa boa de viver!
Querida Lisandra

Flá e Lica, que fazem anos perto!

Com Ana Cláudia e Patrícia

Aqui junta a Bettina, a Paula, a Meca e a Valéria


Nóis

Nóis!

Lica linda!

Ana Cláudia e Paula

Nóis!

45 Cazamigas Parte 1!

Amigas eu tenho muitas e gosto delas mesmo muito, muito e muito.
Mas tem duas que estão comigo desde pequenina e faço questão de estar com elas sempre que posso de uma maneira especial...
Pá e Flá

Esse ano eu tive a sorte de estar no Brasil no dia do meu aniversário, e dei-me de presente jantar com essas duas amigas de sempre e com a minha irmã!
São daqueles momentos que ficarão para sempre no meu coração!
Fazer 45 anos e comportar-me como se tivesse 20, rir a brava e beber montes de cervejas... é para as fortes!
Obrigada Patríca, Flávia e Meca por me proporcionarem esse momento de tão grande alegria!
45 anos! Estou velhaaaa!
As fotos desfocadas foram as melhores, então, serão essas!




quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Como fazer um molho de tomate, sem trabalho!

Eu costumo fazer muitas vezes lasanha, a turma aqui em casa aprecia muito, é daquelas coisas que todos gostam bastante, porque geralmente nas comidas que faço para todos ou os adultos adoram e as crianças toleram, ou vice-versa, no caso a  lasanha é um win-win situation!
Bem, vou tentar mostrar a facilidade que é fazer um molho de tomate sem o mínimo de esforço e com muito mais sabor natural...
Temos de tirar aquela " cabecinha" do tomate, e depois dividí-los ao meio... Eu sempre uso tomate de rama,que tem um aroma para muito além do especial!

Faço um grande refogado com a carne, cada
um põe daquilo mais que gosta, nomeadamente, alho, cebola...
Depois da carne estar quase dourada, vou colocando os tomates cortados ao meio... fazendo uma capa em cima da carne!





Tampo a panela e deixo uns 15 minutos, assim
com a casca, e a casa "descola" do tomate,fica assim "suada"...
Depois fazemos uma "forcinha" com a  colher de pau e a pela sai interinha!


Viram? Depois é deixar o tomate derreter e misturar com a carne... umas folhas de manjericão, ou colocar tomilho...
Fica uma delícia! E vamos reconhecer, é fácil!